Vídeo institucional

Artigos na Categoria: Estratégia

03
ago

Marketing 3.0 – Marcas com coragem, criam um mundo melhor!

Introdução Ao longo dos anos, o marketing evoluiu, acompanhando as mudanças do cenário macroeconômico, desde a era industrial, com  a padronização dos produtos , passando pela  era da informação, com a tecnologia da informação, e a atual voltada para os valores. Desta forma as estratégias de marketing são desafiadas por diferentes versões, porém nem todas as empresas conseguem acompanhar as mudanças. A maioria encontra-se no marketing 1.0: entrega um bom benefício mentalmente, ou seja, o foco é a mente do consumidor: inserir a marca entre as escolhidas na decisão de compra, principalmente por produtos. Algumas empresas estão praticando o marketing 2,0: aquele
por: Marketing Viewer
21
jun

#Valor distinto!

O significado no dicionário para a palavra distinto : Que não se confunde com outro. Diferente.  Que não faz parte do outro. Destacado. Algumas perguntas frequentes  na consultoria  de marketing   : 1)Qual o valor distinto da marca  XY? 2)Como os clientes  da marca XY percebem este valor distinto? 3) Os clientes estão dispostos a pagar por este valor distinto? Identificar o valor distinto é um processo essencial para o desenvolvimento  da vantagem competitiva da marca. Este estudo inicia-se na origem da marca e suas competências. Investiga-se a história da marca em  sua raiz. O valor distinto é decodificado como posicionamento da marca, transformando-se
por: Marketing Viewer
06
maio

Desafio de branding: Posicionar a marcar na mente do consumidor. Ser único em um universo de diversidade!

O que é ser único em um universo de diversidade? Foco talvez seja a palavra do momento para responder esta pergunta, em um universo mercadológico com intensa oferta , ter clareza  sobre o posicionamento da marca e das intenções estratégicas da empresa. Corroborando com os conceitos de 1-branding e 2-marketing no seu  melhor significado: 1-O principal objetivo de um programa de branding nunca é o mercado para o produto ou serviço. O principal objetivo de um programa de branding é sempre a mente dos consumidores. A mente vê primeiro. O mercado segue a mente. (Al Ries) 2-Marketing é fazer com que os esforços de
por: Marketing Viewer
05
maio

Branding :2+2=5 / Branding sensorial.

Ir além da expectativa do consumidor, surpreender e estimular os seus sentidos, pode ser uma alternativa para oferecer uma vantagem distinta através dos vínculos emocionais da marca. A equação 2+2 =4 é o básico. Pensar em transformar este resultado através do branding sensorial, usando o poder em ativar a mente das pessoas com componentes de marca que podem criar uma conexão mágica, magnética, distinta e duradora, trabalhando os cinco sentidos do ser humano (olfato, audição, tato, visão e paladar). Conforme Martin Lindstrom, incorporar nossos cinco sentidos tem funcionado espetacularmente bem ao conectar emocionalmente as pessoas aos rituais da fé. Pense nisso: a
por: Marketing Viewer
03
maio

(Re) pense o marketing. Sobre a perspectiva do ser humano!

A economia e a sustentabilidade do planeta precisam estar conectadas, desafiando os modelos de negócio para a responsabilidade corporativa, como processo e cultura estratégica das empresas .Este desafio exige que se repense o marketing. Parece um desafio utópico mas necessário, tanto para o planeta como para as empresas. A representatividade do faturamento de algumas empresas são maiores do que o PIB (Produto Interno Bruto)de alguns países. Então percebe-se a importância da responsabilidade destas empresas com o planeta. Como a Apple, que conforme as Nações Unidas, tem PIB maior que 104 países. Os consumidores são os responsáveis pela geração de recursos financeiros para
por: Marketing Viewer
02
maio

Norteadores estratégicos para não serem apenas quadros de decoração na parede da empresa!

  Quais são as inspirações da  marca que fazem os colaboradores, fornecedores, parceiros e consumidores transpirarem por “ela”?  Estas inspirações estão nos norteadores estratégicos, que devem ser verdadeiros, sustentáveis e inovadores , orientando e criando a cultura corporativa, resultando em uma importante vantagem competitiva, pois vai muito além do quadro de decoração na parede da empresa. Para a prática do marketing 3.0, os norteadores estratégicos devem ser uma filosofia empresarial, inseridos e vivenciados por todos os colaboradores, parceiros e fornecedores, transitando em todas as áreas da empresa, como um fio condutor. Focada na inovação aberta, abrindo espaço para que todos possam contribuir com o 
por: Marketing Viewer
01
mar

Branding & Marketing: Por que as empresas devem mudar?

A resposta parece simples e óbvia: Porque o consumidor muda, ele é o catalisador da transformação. A mudança pode ocorrer em um mercado composto pela diversidade de gerações, com comportamentos distintos. Cada geração sinaliza a importância da segmentação, para que possamos entender e atender o público-alvo almejado pela empresa. Como os Millennials (geração dos nascidos entre 1982 e 2000), com uma representatividade  de 2 bilhões de pessoas no mundo, no Brasil já representam 31% da população. Percebe-se os Millennials desafiando os negócios tradicionais, impactando em rupturas dos modelos tradicionais de negócios, que algumas empresas e gerações cartesianas não compreendem. Mas que irão
por: Marketing Viewer
21
fev

A filosofia do sistema colaborativo.

Há uma transformação de conceitos com reflexos comportamentais, o que faz parte da evolução humana, característica intrínseca dos humanos e do meio-ambiente em que estamos inseridos. A mudança, a transformação, desafia a gestão das empresas e a própria vida. Como a  filosofia do sistema colaborativo, uma tendência presente na pauta de empresas, cidades, universidades, entre outras organizações que tem interesse em acompanhar  as mudanças de uma sociedade. Dentre esta filosofia, criam-se alguns conceitos como: consumo colaborativo, economia colaborativa, conhecimento colaborativo…. O consumo colaborativo oferece uma nova economia com atitudes sustentáveis, com práticas de consumo de bens e serviços, sem que haja a necessidade
por: Marketing Viewer
10
mar

Magnum faz vitrine especial para lançar quiosque de Magnum Dolce&Gabbana no JK Iguatemi

A edição especial do sorvete premium da Kibon ganha ponto de venda exclusivo e vitrines inspiradas na parceria da marca com os ícones da moda São Paulo, março de 2015 – A partir deste mês, a marca Magnum abre um quiosque para venda do seu lançamento Magnum Dolce&Gabbana no shopping JK Iguatemi.  E para inspirar os consumidores a conhecerem a novidade, apresentam uma vitrine super especial. Na parte externa do shopping, voltado para a Rua Funchal, foi construída uma cenografia exclusiva utilizando os mesmos elementos escolhidos para ilustrar a embalagem do produto. A vitrine é decorada com cactos e um pitoresco carreto, típicos da
por: Marketing Viewer
20
dez

Open mind- Faça a lista da celebração!

Final do ano tem a característica de fechamento de um ciclo, um momento de reflexão sobre as metas alcançadas e desenhadas no planejamento estratégico. Entre o fechamento de um ciclo e a abertura de outro há um ponto que eu chamo de alavancagem. Este ponto é de extrema importância para que possamos refletir e energizar as estratégias do novo ciclo. A alavancagem consiste na lista da celebração. Na sequência abaixo escrevo os motivos, insights, desafios e benefícios do método lista da celebração. 3 motivos para criar uma lista da celebração em sua empresa: 1-    Alinhar as estratégias; 2-    Estimular as pessoas a pensarem de
por: Marketing Viewer

Categoria: Empresas, Estratégia, Marca

51 9246.0751 | vm@veramuller.com.br
© MARKETING VIEWER 2017