Censurada!

Se 300 não foram suficientes para tirar o comercial da Bom Bril do ar (relembre o caso aqui), dessa vez não foi preciso muito.

O comercial censurado da vez, ou melhor, a série de comerciais é da campanha “Hope ensina”, com ninguém menos do que Gisele Bündchen.

Nos vídeos, é insinuado que, fazendo “charminho” (de lingerie, claro) podem-se amenizar as reações masculinas diante de alguns acidentes cotidianos.

Segundo o site Exame.abril.com.br, a Ouvidoria da Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM), recebeu reclamações de indignação a respeito da propaganda desde que a mesma foi ao ar, no último dia 20. Fazendo com que fossem enviados dois ofícios, um ao Conar, pedindo a suspensão da propaganda, com base nos arts. 19 a 21 do Código Brasileiro de Autorregulamentação Publicitária, e do art. 30, II, do Regimento Interno do Conselho de Ética (RICE) e outro, ao diretor na Hope Lingerie, Sylvio Korytowski, manifestando repúdio à campanha.

“A propaganda promove o reforço do estereótipo equivocado da mulher como objeto sexual de seu marido e ignora os grande avanços que temos alcançado para desconstruir práticas e pensamentos sexistas”, diz a Ouvidoria. “Também apresenta conteúdo discriminatório contra a mulher, infringindo os arts. 1° e 5° da Constituição Federal.”

Veja os vídeos e tire suas próprias conclusões:


Compartilhe:

Vera Müller

Mestre em Gestão Empresarial com ênfase em Marketing pela UFRGS, denomina-se uma apaixonada pelo marketing e estratégias inovadoras. Cursou especialização na HEC Paris, MBA na ESPM em Porto Alegre, graduação em Administração de Empresa e Contabilidade na FACCAT é admiradora de marcas, estratégias e ideias inovadoras. Recentemente encontrou no esporte uma nova paixão, hoje é praticante de corridas e está sempre em busca de novos desafios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *