24
dez

Compras por Assinatura

“Nosso assinante típico foi um leitor inveterado no passado. Mas, conforme sua vida foi se tornando mais atribulada, ele perdeu contato com a literatura produzida nos dias de hoje”

 

Este era o anúncio do Book-of-the-Month Club, um serviço que entregava via correio “o melhor livro do mês”, uma escolha feita por críticos e escritores renomados. Uma solução de 1926 que auxiliava os atarefados trabalhadores a manterem-se atualizados e ligados ao melhor da literatura na época.

 

Anúncio de 1967

Anúncio de 1967

 

A empresa que disponibilizou este serviço bateu quase 1 milhão de consumidores fixos e chegou a se tornar o quarto maior cliente do serviço postal americano, provando que a inovação e os novos modelos de negócios podem dar muito certo.

Lição antiga que depois de +85 anos ganha cada vez mais espaço em um setor que sequer existia na época: o comércio virtual.

 

Com o exponencial aumento de lojas virtuais (estima-se que, no Brasil, o número tenha crescido 800% entre 2005 e 2010), a conversão de visitantes eventuais em compradores e a retenção desses clientes são o grande desafio, e é exatamente neste ponto que os serviços de assinatura atuam.

 

O benefício é mútuo: o comprador tem a comodidade da compra ser debitada automaticamente e novos produtos serem lhe oferecidos periodicamente, enquanto o vendedor tem a garantia e um melhor controle sobre a entrada de dinheiro, podendo planejar, administrar e investir com mais segurança.

Este modelo de vendas funciona tanto para aqueles itens necessário (como comidas, produtos de higiene pessoal e de limpeza…), quanto para aqueles que são grandes paixões (sapato, vinhos, livros…), é o que afirma Brian Lee, fundador da ShoeDazzle, uma das empresas fora do Brasil que adotou este modelo de negócio:
– ShoeDazzle: Sapatos e acessórios femininos sugeridos de acordo com o estilo da cliente. Oferece a opção de se “pular” a sugestão do mês (nos primeiros dias para a escolha do produto é possível “não realizar” a compra).

 Toys4Tails: Um brinquedo canino por mês. O brinquedo é apropriadamente escolhido para o tamanho e porte de cada cachorro.

– Doorstep Dairy: Produtos laticínios, ovos e café entregues em casa por estruturas de pagamento flexíveis.

 

E estes são só alguns exemplos. Aqui, este tipo de e-commerce também existe, é o caso da Shoes4You, que oferece modelos de acordo com a personalidade da cliente.

 

 

Ainda em terras brasileiras, outra empresa que oferece este serviço é a Sociedade da Mesa, um clube de vinhos que faz uma curadoria de produtos e os envia para os membros, permitindo que eles conheçam diversos tipos de vinho do mundo inteiro.

 

Quem considera adotar o serviço de assinatura para o seu e-commerce, já tem o PagSeguro como “aliado”. Recentemente, a empresa lançou a modalidade de pagamento recorrente, onde o pagamento é feito por um período pré-determinado pelo comprador – Mensal, Bimestral, Trimestral, Semestral ou Anual.

 

 

Por: Juliana Cappelatti

Fonte / Fonte / Fonte

por: Marketing Viewer

2 Comentários para “Compras por Assinatura”

  1. Atualizando esse Post, temos que mudar esse exemplo da Shoes4you que fechou o serviço. Analisem a frase: FECHOU. Não faliu. O mercado de pagamento recorrente e assinaturas inteligentes é amplo. Quem se lembra do Clube do Livro? E das Figurinhas de Copa do Mundo? É o mesmo apelo. as assinaturas devem trazer ou o lado lúdico: onde você recebe algo inusitado, novo. Ou terá que entrar no apelo prático, onde a recorrência faz todo sentido. Ex: PETSHOPS. Quem tem cachorro compra ração mensalmente, Às vezes semanalmente. É bem promissor.
    Eu acredito.

    http://www.vindi.com.br

Comente






Por favor, digite os caracteres desta imagem na caixa de entrada

51 9246.0751 | vm@veramuller.com.br
© MARKETING VIEWER 2017