01
nov

Comunicando com emoção

Na hora de pensar em uma comunicação temos dois caminhos a seguir em questão de apelo:

Podemos ir para o lado do apelo racional, onde vamos apresentar as vantagens do nosso produto/serviço sobre o do concorrente, ou podemos ir para o lado do apelo emocional, onde geralmente o produto/serviço vira um coadjuvante e vai fazer o fechamento da ideia, ou nem isso, muitas vezes essas campanhas com apelo emocional são institucionais.

Hoje, dia de finados (e dia da lembrança) temos um exemplo claro disso, que foi veiculado alguns anos atrás, mas que não se tornou (e dificilmente irá se tornar) ultrapassado: um vídeo de oportunidade e de apelo emocional do Grupo Vila criado pela Agência Pandora:

“É impossível não sentir.
Ela faz chorar.
E também sorrir.
Ela não depende de tempo.
De idade.
Ela é uma viagem ao passado que desperta uma imensa vontade de viver o presente. Afinal, como será o futuro sem ela?
Ela se escreve apenas em português, mas se compreende em todo planeta.
Não escolhe cor, nem religião.
Ela só bate em quem tem coração. E por mais que se fale, ninguém, nunca, vai conseguir definir exatamente o que ela é.
Porque não se explica.
Saudade, se sente.”

Fonte: Comunicadores

por: Marketing Viewer

Comente






Por favor, digite os caracteres desta imagem na caixa de entrada

51 9246.0751 | vm@veramuller.com.br
© MARKETING VIEWER 2017